Vela Regional

Vela Regional

Secretaria Regional do Turismo no CNPV

Governo dos Açores é parceiro do Clube Naval da Praia da Vitória na realização do Azores Windfoil Open 2019 A Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo afirmou hoje que o Governo dos Açores apoia o Clube Naval da Praia da Vitória, no âmbito da realização, na ilha Terceira, do Azores Windfoil Open 2019, que decorre entre 29 de outubro e 4 de novembro. “Após o sucesso da primeira edição, com a participação dos melhores windsurfistas do mundo, e depois do impacto mediático obtido, que potenciou a notoriedade dos Açores, no que diz respeito ao windsurf, como um dos produtos turísticos do arquipélago, o Governo dos Açores está, uma vez mais, ao lado do promotor para que, em 2019, tenhamos mais uma edição de sucesso”, frisou Marta Guerreiro, que falava, na Praia da Vitória, após a assinatura do contrato-programa com o Clube Naval. Segundo a governante, “está a ser criada uma prova de excelência em época baixa que pode constituir momento de encontro e treino dos principais velejadores do ranking internacional, promovendo, desta forma, a baía da Praia da Vitória”. “A baía da Praia da Vitória já comprovou ser um local com condições ótimas para a prática de vela e de desportos náuticos, com fortes elogios de campeões mundiais e europeus presentes nos vários campeonatos já realizados neste local”, referiu. A Secretária Regional salientou ainda que este tipo de eventos “espelha a estratégia do Executivo açoriano na captação de eventos e distribuição de fluxos turísticos que possibilitem combater os efeitos da sazonalidade, trazendo à Região, não só atletas, mas também amantes da modalidade que acompanham este tipo de campeonatos”. “Em termos de promoção, este é mais um exemplo que faz dos Açores uma montra perfeita enquanto destino de excelência para a pratica deste tipo de desportos de natureza, para além da presença dos velejadores da elite mundial do windsurf, que, por si só, já são um atrativo promocional”, reforçou. A titular da pasta do Turismo sublinhou o desempenho do Clube Naval da Praia da Vitória, que possui "grande experiência na organização de provas regionais, nacionais e internacionais, que muito tem contribuído para potenciar a modalidade da vela”.

Duarte Barcelos com resultado de excelência

Duarte Barcelos, jovem atleta que defende as cores do Clube Naval Praia da Vitoria, esteve em plano de elevado destaque na designada 2.ª Prova de Apuramento da Classe Optimist, evento que decorreu em Matosinhos e contou com 81 velejadores, entre os quais oito açorianos. O certame apurou os melhores velejadores para a participação no Campeonato do Mundo, no caso concreto, os cinco primeiros, e os seguintes 10 para o Campeonato da Europa. No último dia de prova, após nove intensas regatas, Duarte Barcelos foi para a água na 18.ª posição, com apenas uma regata em falta para a conclusão do evento. A forte maré e o vento muito oscilante, condições na verdade, bastante aleatórias, não facilitaram, em nada, a vida ao promissor velejador terceirense que, na circunstância, foi remetido para o 21.º lugar. Tendo em conta as poucas provas regionais, a diferença de material e, sobretudo, o pouco contacto com os velejadores da frota nacional para a referência de trabalho, pode-se considerar o resultado excelente. Sublinhe-se que a frota lusa comporta velejadores de reconhecida qualidade, a que juntam enorme experiência e ritmo competitivo. O atleta do Clube Naval Praia da Vitoria foi, inclusive, o melhor açoriano em competição, seguindo-se (40.º) Miguel Mendes, (41.º) Diogo Santos, (52.º) Martim Mendes, (57.º) André Ambar, (64.ª) Inês Pavão, todos em representação do Clube Naval de Ponta Delgada; (65.ª) Maísa Silva, em nome do Clube Naval da Horta; e Inês Ramos, em defesa do Clube Naval de Ponta Delgada. FUTURO PROMISSOR Em face das qualidades intrínsecas para a prática da exigente modalidade, Duarte Barcelos é visto como um talento em ascensão. Falta-lhe, contudo, maior rodagem competitiva, o que apenas se consegue com a presença regular nas grandes competições regionais, nacionais e internacionais. O atleta é produto do trabalho que o Naval da cidade de Nemésio realiza na promoção dos chamados desportos náuticos, em que a baía da Praia é, indiscutivelmente, um local de eleição para a prática dos mesmos.

Na derradeira prova do Campeonato Regional de Vela Ligeira, realizada na baía do porto de Ponta Delgada, o CNPDL sagrou-se campeão regional nas classes Optimist e 420.
Em Optimist o velejador Miguel Mendes apesar de ter ficado em 2º lugar nesta etapa, conseguiu manter o 1º posto do ranking regional, fruto dos resultados obtidos nas duas provas anteriores, superando a forte concorrência do atleta do Clube Naval da Praia da Vitória, Duarte Barcelos e de André Âmbar também do CNPDL. No género feminino a velejadora Inês Pavão sagrou-se vice-campeã regional, logo atrás de Maísa Silva do CNH. Inês Ramos também do CNPDL fechou o pódio
Em 420 a dupla Gonçalo Melo/Vasco Luz não deu qualquer tipo de hipótese à concorrência, vencendo as três provas do Campeonato Regional. Em segundo ficou a dupla do Angra Iate Clube, composta por André Neto /Teresa Melo, logo seguidos pela outra equipa do CNPDL, Diogo Melo/Henrique Medeiros.
Por fim em Laser 4.7 os primeiros dois lugares foram para os atletas do CNH, Tomás Pó e Jorge Pires, mas com excelente réplica de José Maria Silva, que alcançou 3º posto do Ranking Regional.
Com excelentes condições para a prática de vela ligeira, especialmente no sábado onde o sol, o vento e o mar estiveram em perfeita consonância, foi possível a realização de 5 regatas. No domingo, e apesar das previsões meteorológicas não preverem algum vento, foi possível a realização de mais 3 regatas em Optimist e 2 nas outras classes.
O CNPDL considera que o evento foi um sucesso, estando em competição 69 atletas dos Clubes Navais de, Santa Maria, Vila Franca do campo, Praia da Vitória, Angra do Heroísmo, Lajes e São Roque do Pico, Madalena e Horta. Ao todo fizeram parte deste certame mais de 100 pessoas, juntando atletas, treinadores, juízes e colaboradores. Aproveitamos para a agradecer a todos que direta ou indiretamente colaboraram na realização desta prova.
Os primeiros dois velejadores masculinos e femininos da classe Optimist irão participar na 1ª PAN de Optimist como Estágio de preparação para os Jogos das Ilhas, que têm lugar na ilha de Elba, Itália de 21 a 26 de maio.
Nas outras duas classes os primeiros dois classificados irão disputar os Campeonatos Nacionais, que ocorrem de 15 a 18 de abril para os Laser 4.7, em Leixões e em 420 na baía de Vilamoura.

2ª Prova do Campeonato Regional dos Açores 2018/2019

Teve lugar na baía da cidade da Horta, numa organização do Clube Nabal daquela cidade, a 2ª Prova do Campeonato Regional dos Açores 2018/2019. Classes 420, Laser e Optimist estiveram em regata no fim de semana de 12 e 13 de Janeiro de 2019. O Clube Naval da Praia da Vitória fez-se representar nas classes de Laser e Optimist. Em condições muito adversas para prática da vela, apenas se conseguiram realizar três regatas, número suficiente para validar a 2ª PCR. Após a conclusão das três regatas, ficaram assim asa classificações gerais dos veleladores do CNPV: Na classe Optimist Duarte Barcelos fez um 1º, 13º e um 3º lugar ficando em 4º da classificação geral, Filipe Sousa, fez um 15º,10º e um 44º tendo atingido um 14º na classificação geral, Francisco Barcelos não participou em nenhuma regata, por as condições meteorológicas não serem favoráveis. Na classe Laser Adelino Andrade foi o melhor classificado tendo ficado em 6º na classificação geral. Bernardo Peixoto ficou-se por um 8º lugar. Num total de velejadores, de vários clubes da Região, a classe Optimist foi a que teve mais participantes, 24 seguindo-se a classe Laser com 19 e a classe 420 com 6 embarcações. A próxima PCR irá realizar-se na cidade de Ponta Delgada.

É já no proximo dia 6 de Novembro que o CNPV organiza mais uma prova internacional de Windsurf. A semelhança do ano passado, a Azores Wind Foil Open Chalange, trára a baia da Praia da Vitória atletas de todo o mundo.

 

O que é necessário?

  • Saber onde existem clubes com escolas de Vela Certificadas pela F.P.V.., ou outras escolas de vela privadas
  • Junto das escolas de Vela, para saber quais os cursos que são ministrados e o respectivo programa, datas, horários, possibilidade de progressão (quais as classes com actividade no clube).
  • Saber nadar
  • No acto da inscrição, devemos ter o cuidado em saber qual a faixa etária dos velejadores que se vão inscrever no mesmo curso.

Com que idade?

  • Para se iniciar na Vela não existe uma idade específica. No entanto, consideramos que uma criança poderá iniciar a sua actividade a partir dos 8 de idade, de acordo com o seu desenvolvimento físico e psicológico.

Onde começar?

  • Em clubes com escolas de Vela Certificadas pela F.P.V..
  • No Desporto Escolar (link para Desporto Escolar).
  • Escolas de vela privadas

Que classe escolher?

  • Na primeira fase do contacto com a modalidade, qualquer embarcação é adequada.
  • Numa fase posterior, a escolha da classe é importante, e deve ser condicionada pela opção de seguirmos a via do rendimento desportivo ou do lazer. Para esta escolha, deve ser consultado o técnico do Clube responsável por esta área.

Realizada no passado fim de semana na baía da Praia da Vitória, numa organização do Clube Naval da Praia da Vitória e da Associação Regional de Vela, com o apoio e colaboração da Camara Municipal da Praia da Vitória, a quem a direção do CNPV agradece.

Resultados finais por classes da 1º Prova do Campeonato Regional de Vela dos Açores
Consulte aqui:

Classificação Optimist | Classificação 420 | Classificação Laser